Notícias

Estado de SP entra na fase vermelha a partir de sábado; veja o que muda

O governo de São Paulo irá iniciar o retrocesso à fase vermelha em todo o estado a partir da meia-noite do próximo sábado (6).

A medida deverá durar duas semanas, a depender da evolução da curva de infecções, óbitos e internações devido ao novo coronavírus, mas não vai incluir o fechamento total de escolas.

A regra adotada em dezembro pelo governo, de permitir aulas presenciais opcionais nas duas fases mais restritivas do Plano SP de abertura econômica, vermelha e laranja, segue valendo.

Vale destacar que os prefeitos de cada município têm autonomia para optar pelo fechamento total ou não das unidades escolares.

Na fase vermelha, apenas os serviços essenciais estão permitidos. De forma controversa, nesta semana Doria permitiu que templos religiosos fossem incluídos na categoria, desde que respeitadas regras de distanciamento social.


AS REGRAS DA FASE VERMELHA

São permitidos:
Serviços essenciais como: hospitais, farmácias, centros de saúde, padarias (não para consumo local), petshops, clínicas veterinárias, igrejas e templos religiosos, correios

Ficam proibidos:
Shoppings, comércio de rua, galerias
Consumo local em bares e restaurantes
Salões de beleza e barbearia
Eventos, convenções e atividades culturais
Academias
Demais atividades que gerem aglomerações

Funcionamento parcial:
Lojas de conveniência: venda de bebidas alcoólicas após 6h e até 20h

Funcionamento facultativo:
Escolas com aulas presenciais

Com informações da Folha e Estadão


Compartilhe!